Galeria de Amigos

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Caixinha de mdf

“Nos foram dadas duas pernas para andar, as duas mãos para segurar, dois ouvidos para ouvir, dois olhos para ver; mas por que só um coração? Porque o outro foi dado a alguém para nos encontrar.”

Mario Quintana. 
Caixinha de mdf pintada de branco, depois chuva americana, adesivos, verniz geral e aqui está um lindo mimo. 

As tuas mãos dizem muito mais que um simples afago, tocam meu coração e acalentam a minha alma.

Beijos!!!

18 comentários:

  1. Um coração é o suficiente para que você possa compartilhar com todos nós. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Very beautiful box!!!I love it!!
    Kisses!!

    ResponderExcluir
  3. Uau! A caixinha ficou um espanto! bjs

    ResponderExcluir
  4. Grande Joelma, grande espírito, sempre proporcionando uma novidade e palavras de afago aos seus seguidores. Parabens!

    ResponderExcluir
  5. Elegante e bonita ! Lindo trabalho !
    Bjs e boa terça !
    Anna

    ResponderExcluir
  6. La delicadeza de tus manos consiguen piezas de gran corazón.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  7. Querida amiga Joelma simplesmente maravilhoso o momento de Mario Quintana soberbo ,caixinha belissima ,sua frase terna e doce ,sao estes lindos momentos que tanto enaltecem a vida ,que Deus abençoe sempre a sua vida ,muitos beijinhos e muitas felicidades .

    ResponderExcluir
  8. Moin, liebe Joelma,
    das ist eine ganz fantastische Box. Ein wunderschönes Bastelwerk.
    Ich wünsche dir noch einen schönen Abend.
    Liebe Grüße Heidi

    ResponderExcluir
  9. Acredito que agora consiga deixar o meu comentario!!! Ufa!!!!
    Eu venho acompanhando o que vc tem feito e nunca consigo comentar. Suas artes estao maravilhosas: a bike, o cachorrinho, tao lindos!
    Essa caixa esta perfeita e de bom gosto! Amei!!!
    Bjs e uma semana de paz pra vc!

    ResponderExcluir
  10. Mario Quintana sabia das coisas e refletia sobre a vida trazendo ao nosso olhar poemas e textos preciosos.
    Amei a caixinha de MDF. Continuas enfeitando nosso olhar com tuas criações maravilhosas.
    Tens razão: muitos gestos das mãos não são simplesmente afagos, e chegam até nós como bálsamos, trazendo a paz, a harmonia, e equilibrando tudo dentro de nós.
    Que os sorrisos e as estrelas estejam sempre a enfeitar os teus dias.
    Com carinho,
    Helena

    ResponderExcluir
  11. Bom dia, Joelma!
    Que belo poema de Mario Quintana, palavras importantes.
    A caixinha com ou sem recheio é um mimo gracioso para alegrar um coração.
    Abração e lindo dia.

    ResponderExcluir
  12. Hola Joelma,
    M'agrada molt el poema de Mario Quintana. Quan ens trobi algú ja tindrem dos cors...
    Una caixa preciosa per guardar petits tresors!
    Que boniques aquestes mans que acaricien el cor, són mans plenes de tendresa...
    Petonets i somriures.

    ResponderExcluir
  13. Joelma , bonito texto. Apenas um coração para amar o suficiente e infinito.
    Muito bonito que a caixa , e em geral todo o trabalho que você faz, de modo que um dia, quando você precisar fazer um presente bonito vai copiar alguns de seus trabalhos XD Eu tenho uma licença para isso? ri muito
    Joelma , Bênçãos

    ResponderExcluir
  14. Pasamos a saludarte, a dejarte un besazo enorme y a invitarte a participar en nuestro reto de halloween, queremos hacer un libro como hemos realizado otros años y esperamos que tus letras puedan formar parte de sus páginas.

    ♥ . .))(
    ♫ .(ړײ) ♫.
    ♥ .«▓» ♥.
    ♫ ..╝╚.. ♫
    Esperamos que tengas una buena semana.

    ResponderExcluir
  15. Un bel componimento,con al centro di tutto il cuore.

    ResponderExcluir
  16. Tus manos son una bendición, por lo que haces. Los poemas bellos. El del corazón enternecedor. Y el de las manos, el mejor elogio a lo que haces. UN abrazo. Carlos

    ResponderExcluir
  17. Linda caixinha para presentear...
    As mulheres adoram essas coisas e está realmente lindíssima.
    Bjos

    ResponderExcluir

Agradeço o carinho de sua e visita e comentário,
volte sempre que quiser tomar um café comigo,
beijos no coração,
Joelma